iStock-492462088

Tendências 2017: realidade virtual chegará às campanhas

Publicado por

Publicado a 26 de janeiro de 2017


Ainda estamos dando os primeiros passos, mas a realidade virtual está ganhando atenção das massas. As buscas globais por termos relacionados a VR no Google cresceram 4x no último ano e, nos últimos meses, Facebook, Sony, Google e Samsung lançaram gadgets voltados para o tema.

Mas a realidade virtual está por aí há muito tempo, mesmo parecendo coisa de ficção científica (quem não lembra do VRML nos anos 1990?). Então o que faz dela tendência para 2017? A ubiquidade e qualidade de dispositivos móveis. Com um telefone que tenha acelerômetro e uma caixinha de papelão com lentes, batizada de Cardboard pelo Google, é possível trazer a experiência do VR a todos.

giphyE VR é uma grande oportunidade para as marcas. Filmes costumavam ser a mídia mais imersiva, mas com a multiplicação de telas nem sempre você “está presente”. A promessa da realidade virtual é o que a indústria chama de “presença”, ou seja, a garantia de que há atenção e imersão plena no conteúdo.

Mas é importante ter em vista que o conteúdo em VR deve ser totalmente novo. É preciso ter uma nova visão na concepção de campanhas, afinal, o foco é definido pelo usuário (empoderamento), roteiro, locação, atores e som. De maneira resumida, acreditamos nas seguintes condições:

  • Ao utilizar realidade virtual, a propaganda deve prover uma experiência que os consumidores não poderiam ter em outra mídia.
  • Compradores devem receber novos estímulos para “sentir” o produto.
  • As cenas devem ser ricas em detalhes.

 

REFERÊNCIAS: